Polícia Militar salva recém-nascido de apenas oito dias de vida

Mais uma vida foi salva graças à ação da Polícia Militar no sertão do estado da Paraíba. Um bebê recém-nascido, de apenas oito dias de vida, que estava engasgado e sem conseguir respirar, foi socorrido pelos policiais do 6º Batalhão, no fim da tarde dessa quarta-feira (4) em Cajazeiras, e sobreviveu.

O pequeno Yan Miguel havia se engasgado quando estava bebendo água em casa, por volta das 16h. Como o bebê já estava sem conseguir respirar, os familiares buscaram socorro no 6º Batalhão da PM, unidade responsável pela segurança da cidade e região, e que é próximo da casa da família.

Com a chegada do bebê no quartel, os policiais que estavam no Copom, setor responsável pelo atendimento de denúncias feitas ao número 190, prontamente realizaram os procedimentos de primeiros socorros. O aspirante a oficial Isaac Cavalcante e a soldado Francisca Verônica fizeram a ‘manobra de Heimlich’, deitando o recém-nascido no braço, virado com a cabeça para baixo, e aplicando leves tapas nas costas.

“Ele chegou com a avó e já estava começando a ficar roxo, com dificuldade de respirar, quando começamos a fazer os procedimentos”, explicou o aspirante. O instinto de mãe também falou alto no momento da ocorrência, e a soldado Verônica também fez os procedimentos para salvar a vida do pequeno Yan. “Eu tenho uma filha de três anos de idade e um filho de um ano, e no momento em que estávamos com o bebê, a gente pensa nos nossos próprios filhos. Em oito anos que sou integrante da Polícia Militar, essa ocorrência foi uma das que mais me emocionou, e fico feliz por puder ter salvo um pequeno anjinho”, disse a policial.

Logo após a ação da PM, Yan Miguel voltou a respirar normalmente, e retornou para os braços da família. Ainda durante a noite, os mesmos policiais que fizeram o salvamento do recém-nascido visitaram a família e constataram que o bebezinho passava bem. “Meu sentimento é de gratidão. Graças ao atendimento rápido e apoio dos policiais, meu filho está vivo”, contou a mãe do pequeno Yan, Thiciara Costa, ainda emocionada pelo ocorrido.

 

Portal do Litoral

Repostado: Geovani Soares


DEIXE SEU COMENTÁRIO