PM reformado é preso suspeito de participar de morte de radialista

Radialista Joacir Oliveira Filho foi assassinado dentro de um restaurante no centro de Campina Grande — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Foi preso, nesta terça-feira (09), o policial militar reformado suspeito de ter envolvimento na morte do radialista Joacir Oliveira Filho, que foi assassinado em maio deste ano. A prisão cumpriu um mandado expedido pelo Tribunal do município.

O suspeito foi preso em um posto de combustíveis, onde estava trabalhando como segurança. A detenção acontece para que testemunhas do caso não sejam ameaçadas. Ele também foi denunciado por omissão de socorro e favorecimento pessoal.

O PM trabalhava com o empresário Roberto Vicente, apontado como suspeito da morte de Joacir. Câmeras de segurança mostram Roberto efetuando disparos na vítima e momentos após o crime, o policial auxiliou o empresário a deixar o local.

O radialista Joacir Oliveira Filho, 35 anos, foi assassinado com um tiro no peito em maio. O crime aconteceu dentro do Restaurante da La Paloma, no centro de Campina Grande, Agreste do Estado. Ele era filho do locutor esportivo Joacir de Oliveira, que faleceu em 2014 vítima de uma embolia pulmonar decorrente de um transplante de coração.

MaisPB


DEIXE SEU COMENTÁRIO