Ministério Público vai investigar operação da PM que deixou oito suspeitos mortos na Paraíba

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) irá instaurar um procedimento para apurar a morte de oito suspeitos de integrar uma quadrilha de roubo a bancos durante uma operação da Polícia Militar na última terça-feira (2) em Barra de São Miguel (PB). Três deles teriam participado da morte de um policial militar em Recife.

O promotor de Justiça de Cabaceiras, Ernani Lucas Menezes, informou na última quinta-feira (4) que entrou em contato com o comandante do Batalhão da PM de Barra de São Miguel para iniciar a apuração do caso.

A Promotoria de Justiça e o Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (NCap) irão fazer uma análise conjunta sobre as condições em que ocorreu a operação.

Foram mortos: Marcela Virginia Silva do Nascimento (32 anos); José Pedro Agostinho da Silva (30 anos); Manoel José de Lima (37 anos); Adson Berigue de Lima (29 anos); José Adson de Lima (idade não informada), Reniere Alves de Souza (32 anos); um adolescente de 17 anos, além de Wedys Souza Vieira (22 anos).

Soldado André Silva, 32 anos, foi morto durante troca de tiros com criminosos em Santa Cruz do Capibaribe

Entenda o caso

Os seis homens e as duas mulheres foram mortos durante operação da Polícia Militar de Pernambuco e da Paraíba em Barra de São Miguel. Entre eles estava um vereador do município pernambucano de Betânia, no Sertão.

Além da suspeita de integrar uma quadrilha de roubo a bancos, três dos mortos teriam participado de um assalto a uma casa lotérica e um mercadinho em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, que terminou com um soldado da PM morto e um sargento ferido gravemente. Um nono suspeito ainda está sendo procurado pela polícia.

Fonte: Portal do Litoral


DEIXE SEU COMENTÁRIO